CONTEXTO

A primeira edição do Prêmio Jornalista de Impacto foi lançada pela ponteAponte, com apoio da Faculdade Cásper Líbero, em novembro de 2018, a partir da Chamada Impulse, promovida pela Aliança pelos Investimentos e Negócios de Impacto.

O sucesso foi tamanho que a Aliança renovou o apoio para realizar esta segunda edição, com inscrições abertas de 5 de novembro de 2019 a 31 de janeiro de 2020.

 

1. OBJETIVO DO PRÊMIO

Reconhecer o trabalho de profissionais e veículos de mídia que disseminem o tema de Investimentos e Negócios de Impacto no Brasil, visando ampliar a qualidade e a repercussão da cobertura da imprensa em relação ao tema.

 

1.1 O que são Investimentos de Impacto?

São recursos privados ou públicos para investimento em atividades que visam produzir impacto social e/ou ambiental com sustentabilidade financeira. Para viabilizar a alocação desse capital, utilizam-se instrumentos financeiros, novos e/ou existentes, que podem ou não gerar retorno financeiro sobre o capital investido. O impacto deve ser mensurado e analisado periodicamente.

Além disso, o retorno deve ser apropriável e gerenciável pelo empreendimento, sendo que o capital originalmente investido e seus rendimentos podem ou não ser restituídos ao investidor. Exemplos de instrumentos/mecanismos financeiros (lista não exaustiva): investimento de impacto, crowdfunding, microcrédito, fundos patrimoniais e social impact bonds (SIB). Saiba mais em: http://ice.org.br/financas-sociais.

 

1.2 O que são Negócios de Impacto?

Os negócios de impacto são empreendimentos que têm a intenção clara de endereçar um problema socioambiental por meio de sua atividade principal (seja seu produto/serviço e/ou sua forma de operação). Atuam de acordo com a lógica de mercado, com um modelo de negócio que busca retornos financeiros, e se comprometem a medir o impacto que geram. Essa é a definição conforme o estudo “O que são os negócios de Impacto”, lançado pela Alianças pelos Investimentos e Negócios de Impacto em novembro de 2019. Em todo caso, estamos cientes de que há abordagens correlatas e amplamente difundidas para negócios de impacto, como a usada por Muhammad Yunus no conceito de negócios sociais que limita a possibilidade de distribuição de dividendos. O importante é abordarmos modelos de negócio que resolvam problemas sociais de forma direta e intencional.

 

2. CATEGORIAS

O Prêmio Jornalista de Impacto está estruturado em quatro categorias:

  1. Audiovisual (reportagens ou séries de reportagens sobre o campo de investimento e negócios de impacto para veículos na internet (multimídia), rádio ou TV)

  2. Iniciativas em contextos periféricos e iniciativas comunitárias de jornalismo no campo de investimento e negócios de impacto

  3. Iniciativas inovadoras de jornalismo no campo de investimento e negócios de impacto

  4. Texto (reportagens ou séries de reportagens sobre o campo de investimento e negócios de impacto em jornais e revistas impressos ou online)

 

Entendemos por “iniciativas”:

  • Plataformas online específicas sobre investimento e/ou negócios de impacto

  • Editorias especializadas na temática criadas em mídias tradicionais

  • Cadernos ou edições especiais

  • Cursos de formação, extensão, oficinas etc. para formar jornalistas com conhecimento em investimento e/ou negócios de impacto, promovidos pela academia (universidades, faculdades, centros de pesquisa), por empresas de mídia, organização da sociedade civil ou coletivos de comunicação

  • Eventos, seminários, palestras, debates etc. para disseminação das temáticas

  • Parcerias entre organizações do campo de negócios sociais e empresas de comunicação para estímulo ao tema

 

Entendemos por “contextos periféricos”:

A expressão "contextos periféricos" refere-se a uma revisão conceitual do tema de periferias, sendo esta não apenas entendida como espacialidade, reduzida aos recortes geográficos. Diz respeito à expressão de contextos sociais que se encontram distantes das centralidades da produção e da reprodução de bens materiais e simbólicos com maior valor social.[1]

Podem se inscrever na categoria Iniciativas em contextos periféricos e iniciativas comunitárias jornalistas, coletivos ou movimentos, desde que sejam iniciativas desenvolvidas em contextos considerados periféricos no Brasil e que a maior parte da equipe e/ou do público atendido diretamente seja composta por moradores das periferias.

 

3. PREMIAÇÃO  

Cada categoria terá apenas uma reportagem ou iniciativa vencedora. O(a) candidato(a) que inscreveu uma reportagem ou iniciativa vencedora em cada categoria receberá, a título de premiação, o valor de R$ 3.500,00 (três mil e quinhentos reais).

O valor acima será depositado em uma única conta-corrente. Caso a reportagem ou iniciativa tenha sido produzida por uma equipe, não cabe à organização do Prêmio a divisão do valor entre os eventuais autores do trabalho premiado, ficando isso a cargo do responsável pela inscrição. O depósito será feito mediante recibo de doação; caso seja necessária qualquer retenção de imposto, ficará a cargo do(a) premiado(a).

A organização do prêmio se reserva o direito de não ter um vencedor em todas as quatro categorias, caso as inscrições não atendam os critérios de elegibilidade e avaliação.

Além do valor financeiro, cada vencedor(a) receberá um certificado e troféu de reconhecimento, em nome da reportagem e veículo ou iniciativa, em evento a ser realizado durante o Fórum de Finanças Sociais e Negócios de Impacto, no Instituto Tomie Ohtake, em São Paulo (SP), entre 30 de junho e 1º de julho de 2020. A divulgação das reportagens e iniciativas vencedoras na mídia também faz parte da premiação.  

Todos os finalistas, não apenas os vencedores, terão acesso a um curso online oferecido pela ponteAponte sobre a História do Campo de Impacto Social no Brasil. Serão selecionados até 3 (três) finalistas por categoria.

 

4. CRITÉRIOS DE ELEGIBILIDADE

Para que uma reportagem ou iniciativa seja elegível ao Prêmio, é necessário que:

  • o tema central da reportagem ou iniciativa seja sobre investimentos e negócios de impacto, podendo dialogar com outros temas afins, tais como: empreendimentos comunitários, empreendimentos rurais, novos formatos organizacionais voltados para a geração de valor socioambiental, inovação social, alianças intersetoriais para transformação socioambiental, marco regulatório e políticas públicas para o fortalecimento do campo de investimentos e negócios de impacto, novos instrumentos financeiros, economia criativa, empreendimentos para reuso de recursos etc.

  • A reportagem inscrita tenha sido publicada ou ido ao ar entre 1º de janeiro de 2019 e a data de encerramento das inscrições.

  • No caso de iniciativas, estas precisam já ter sido implementadas, independentemente da data de início, desde que continuem em vigor até o fim das inscrições. No caso de eventos, espera-se que não sejam somente pontuais, mas que tenham plano de continuidade.  

  • A reportagem inscrita tenha sido publicada ou ido ao ar em um veículo reconhecido como sendo um veículo de comunicação no meio jornalístico, isto é, não são elegíveis reportagens postadas somente em blogs pessoais, sites de organizações que não sejam estritamente jornalísticas, páginas pessoais de Facebook ou outras redes sociais e em canais pessoais do YouTube ou outras plataformas de vídeos. O candidato, no entanto, não precisa ser formado em Jornalismo.

 

Não são elegíveis:

  • Reportagens ou iniciativas que abordem o tema de investimentos e negócios de impacto de maneira apenas tangencial, com foco em outro assunto

  • Releases ou qualquer tipo de texto produzido por assessorias de imprensa

  • Livros, livros-reportagens, artigos acadêmicos, dissertações, teses, TCCs ou qualquer tipo de trabalho de conclusão de curso (exceto se o trabalho tiver se transformado em uma reportagem publicada ou iniciativa, posteriormente)

  • Reportagens publicadas somente em sites pessoais, blogs ou redes sociais

  • Iniciativas ou reportagens vencedoras na primeira edição do prêmio (mesmo se for uma nova edição)

 

5. CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO

As reportagens e iniciativas serão avaliadas de acordo com os seguintes critérios:

 

  • Qualidade técnica

Uso adequado da linguagem textual e visual, qualidade da edição, de fotografia, som e imagem, precisão dos dados. No caso de plataformas e editorias, a avaliação será por amostragem do conteúdo disponível mais recente.

No caso de outras iniciativas (eventos, cursos, parcerias etc.), a avaliação será em função do material de divulgação enviado e/ou disponível online.

 

  • Relevância social e relevância para o tema de Investimentos e Negócios de Impacto

Importância social da reportagem, diversidade e relevância das fontes de informação apresentadas, diversidade e relevância dos estudos ou exemplos/personagens citados, pluralidade de vozes, relevância da reportagem para a disseminação do tema de investimentos e negócios de impacto. No caso de plataformas e editorias, a avaliação será por amostragem do conteúdo disponível mais recente.

No caso de outras iniciativas (eventos, cursos, parcerias etc.), a avaliação será em função da importância social da iniciativa, da diversidade e relevância dos parceiros/pluralidade de vozes e da relevância da iniciativa para a disseminação do tema de investimentos e negócios de impacto.

    

  • Abordagem inovadora do tema

Originalidade, tanto em termos de conteúdo, como de texto e recursos visuais. A reportagem traz informações novas ou é “mais do mesmo”? Pode ser considerado um furo de reportagem? É instigante, atrativa e didática? No caso de plataformas e editorias, a avaliação será por amostragem do conteúdo disponível mais recente.

No caso de outras iniciativas, serão avaliados o pioneirismo da ação e a inovação, tanto em termos de conteúdo, como de processos (por exemplo, é uma parceria inédita e multissetorial? É um evento num formato inovador, interativo? É uma iniciativa única em determinado contexto periférico que aborda o tema com uma linguagem diferente?).  

 

  • Amplitude, alcance e engajamento gerado sobre o tema

Este critério aborda, mas não se limita a: números de leitores, acessos, audiência, compartilhamentos, comentários da reportagem, se o veículo no qual a reportagem foi publicada ou a iniciativa é regional ou nacional, se o veículo/iniciativa é focado no tema ou se apenas aborda o assunto ocasionalmente, se é uma única reportagem ou uma série. No caso de iniciativas, pode incluir número de participantes, número de parceiros, mobilização gerada etc.  

 

6. INSCRIÇÕES

As inscrições serão feitas online, por meio de formulário, com solicitação de dados cadastrais do jornalista, contexto da reportagem ou iniciativa e envio de link para o material online e/ou um pdf com a matéria publicada no caso de mídia impressa. Cada jornalista pode inscrever até 3 (três) reportagens ou iniciativas no total, em quaisquer categorias, desde que atendam os critérios de elegibilidade.

No caso de inscrições de coletivos, movimentos, iniciativas multissetoriais ou reportagens com mais de um autor, é necessário haver a indicação de um profissional responsável (editor, coordenador, redator-chefe etc.), que será o ponto de contato durante o processo de seleção. A inscrição deve ser feita como pessoa física, e não jurídica. No entanto, ao fazer sua inscrição o candidato está assumindo que tem autorização do veículo para divulgação da reportagem ou iniciativa.  

As inscrições ficarão abertas de 5 de novembro de 2019 a 31 de janeiro de 2020, até 23h59. Não serão aceitas inscrições fora do prazo.

7. PROCESSO SELETIVO

O processo seletivo acontece em duas etapas:

1ª etapa: avaliação dos formulários e das reportagens/iniciativas enviadas, de acordo com os critérios de elegibilidade e avaliação acima mencionados, realizada pela equipe da ponteAponte. A partir dessa avaliação, serão selecionados até 3 (três) finalistas por categoria.

2ª etapa: avaliação dos finalistas por um júri multissetorial, apontado pela ponteAponte, que definirá os vencedores de cada categoria, em reunião presencial, levando em conta os critérios de avaliação acima mencionados.

 

8. CRONOGRAMA

A ponteAponte reserva-se o direito de modificar este Regulamento e/ou as datas do Prêmio em qualquer tempo, se necessário.

•Abertura das inscrições: 5 de novembro de 2019

•Término das inscrições: 31 de janeiro de 2020

•Processo de avaliação: fevereiro/março de 2020

•Divulgação dos resultados: abril de 2020

•Evento de premiação: junho/julho de 2020

 

9. SOBRE OS REALIZADORES

 

Realização

ponteAponte

A ponteAponte (pAp) é uma empresa que atua para fortalecer a cultura do impacto coletivo, qualificando o investimento social por meio de iniciativas multissetoriais em duas grandes frentes que se conectam: Seleção & Avaliação de projetos e Potencialização de atores do ecossistema. Conectamos o melhor de cada mundo para um mundo cada vez melhor. A ponte, para nós, é um lugar não apenas de travessia, mas também de encontros, trocas, reflexões e aprendizados, de onde se tem uma visão panorâmica que permite a escolha conjunta de caminhos.

 

Patrocínio

Aliança pelos Investimentos e Negócios de Impacto e parceiros

A Aliança pelos Investimentos e Negócios de Impacto, antiga Força Tarefa de Finanças Sociais (FTFS), é uma iniciativa criada para identificar, conectar e apoiar organizações e temas estratégicos para o fortalecimento do campo de Investimentos e Negócios de Impacto no Brasil. Pelo segundo ano consecutivo, a Aliança, – em parceria com o Instituto de Cidadania Empresarial (ICE), o Itaú e o British Council – é patrocinador do Prêmio Jornalista de Impacto.

 

Parceria de divulgação

P&B Comunicação

A P&B é uma agência focada em soluções de comunicação para o Terceiro Setor. No mercado desde 2006, cria, produz e gerencia projetos editoriais e de comunicação estratégica que disseminam causas socioambientais. Entre seus clientes, constam mais de 60 organizações da sociedade civil, movimentos sociais e empresas, sobretudo nas áreas de educação, meio ambiente, economia de baixo carbono, sustentabilidade, desenvolvimento local, responsabilidade social corporativa e filantropia.

 

10. DISPOSIÇÕES GERAIS

A participação neste Prêmio é voluntária e gratuita – não haverá cobrança de nenhuma taxa no processo de seleção.

A critério da equipe da ponteAponte, poderão ser solicitados informações complementares e documentos dos candidatos. Seu não cumprimento no prazo determinado poderá significar a anulação da inscrição em qualquer etapa de seleção. A inscrição implica a aceitação pelos candidatos de todas as condições constantes deste regulamento.

O candidato autoriza o recebimento de e-mails ou outras formas de comunicação eletrônica (newsletters etc.) da ponteAponte sobre seu processo de seleção e/ou sobre qualquer outro assunto relacionado direta ou indiretamente com este Prêmio.

A ponteAponte reserva-se o direito de modificar este Regulamento e/ou as datas do Prêmio em qualquer tempo, se necessário. Nesse caso, os candidatos serão notificados por e-mail e/ou notas públicas que esclareçam as alterações, mantendo a transparência das informações e o motivo.

Se, por qualquer motivo, alheio à vontade e controle da ponteAponte ou parceiros, não for possível conduzir este Prêmio, conforme o planejado, os responsáveis poderão finalizá-lo antecipadamente, mediante aviso aos candidatos e ao público, explicando as razões que a levaram a tal decisão.

 

Dos materiais e direitos autorais

Os materiais enviados para fins de inscrição não serão devolvidos aos seus autores, independentemente do resultado do Prêmio.

Todos os selecionados autorizam, sem quaisquer ônus, a utilização do nome, imagem e voz dos candidatos e demais profissionais envolvidos na iniciativa, seja para fins de pesquisa, seja para divulgação em qualquer meio de comunicação, inclusive para uso do resultado da seleção. Ao inscrever uma reportagem ou iniciativa, o candidato assume que tem autorização do veículo de mídia para fazer a inscrição e enviar a reportagem ou iniciativa.     

Os direitos autorais das reportagens e iniciativas selecionadas pertencem ao candidato, bem como a responsabilidade pela autenticidade das informações concedidas, reservando-se à ponteAponte a prerrogativa de publicá-los, conforme especificações previstas neste Regulamento, em conjunto ou separados, e em qualquer idioma, sem quaisquer ônus ou pagamentos, a qualquer tempo, desde que citado o autor e a premiação.

Os candidatos serão exclusivamente responsáveis por qualquer eventual questionamento decorrente de direitos autorais relativos ao uso de expressões, textos, fragmentos de texto, entre outras reproduções e/ou utilizações indevidas das obras, mesmo que parcialmente, respondendo cível e criminalmente pelos ilícitos que vierem a cometer no âmbito da propriedade intelectual, assim como pelo eventual uso indevido da imagem (em sentido amplo) de pessoas.

 

Das inscrições e processo de seleção

Os casos que apresentarem problemas em sua condução ao longo do processo de seleção serão resolvidos pelos representantes da ponteAponte, cujas decisões são irrecorríveis.

É de inteira responsabilidade do candidato a efetivação de sua inscrição online. O candidato deve preencher o formulário por completo e com dados precisos, de forma que permita a verificação de sua procedência, veracidade e autenticidade. As inscrições incompletas ou finalizadas fora do prazo não serão aceitas. Uma vez finalizada a inscrição, os dados cadastrados e as informações sobre a reportagem ou iniciativa não poderão ser alterados.

A ponteAponte não se responsabiliza por inscrições não concluídas devido a falhas tecnológicas, tais como problemas em servidores, na transmissão de dados, na linha de comunicação, em provedores de acesso ou por lentidão no servidor provocada pelo excesso de envios simultâneos nos últimos dias do prazo de inscrições. Por essa razão, recomenda-se aos interessados que concluam suas inscrições com antecedência, evitando eventuais dificuldades técnicas que porventura prejudiquem ou impossibilitem o envio das propostas.

As opiniões e posições expressas nas reportagens e iniciativas serão de responsabilidade de seus autores proponentes e seus conteúdos não representam, necessariamente, as posições da ponteAponte ou da Aliança pelos Investimentos e Negócios de Impacto.

Este Prêmio tem caráter exclusivamente cultural, científico e tecnológico, desenvolvendo-se sem qualquer sorteio ou operação assemelhada, nem vinculação de seus participantes de qualquer bem e/ou utilização de qualquer serviço mediante pagamento, respaldado pelo artigo 30 do Decreto Lei nº 70.951/72 e nos termos da Lei nº 5.768/71.

Todos os direitos do Prêmio Jornalista de Impacto estão reservados à ponteAponte.

 

Em caso de dúvidas sobre este Prêmio, envie um e-mail para vanessa@ponteaponte.com.br.

 

Boa sorte!

 

[1] Por ALMEIDA, Ronaldo de; D'ANDREA, Tiaraju e DE LUCCA, Daniel. Situações periféricas: etnografia comparada de pobrezas urbanas. Novos estud. - CEBRAP [online]. 2008, n.82, pp.109-130.